Como calcular o preço de doce para vender?

Você tem dúvidas de como calcular o preço de doces para vender e como aproveitar as oportunidades de garantir uma renda extra no final do mês? Então esse artigo é para você. 

Entenda como a precificação do seu trabalho é importante para garantir o lucro no final do mês e conquistar a sua cartela de clientes de uma vez por todas. Antes de calcular o preço exato que você irá vender os seus docinhos, é necessário entender todo o mercado para criar preços competitivos e que correspondam à realidade do seu consumidor.

O objetivo deve ser sempre atingir o seu público, conquistá-los e aumentar a lucratividade do seu negócio. Continue a leitura deste artigo e confira as dicas que reunimos para ajudar você nesta tarefa!

Afinal, como precificar os docinhos para vender?

Acredite: não é uma tarefa fácil, mas também não é impossível. Para facilitar no momento de fazer a precificação dos seus doces, é necessário levar algumas variáveis em consideração.

Sempre anote todos os gastos que foram realizados, seja com ingredientes, embalagens especiais, embalagens descartáveis, com forminhas e papéis. Você pode fazer as anotações em uma planilha ou criar uma ficha técnica exclusivamente para isso. Anotar todas essas informações será necessário para garantir que os cálculos serão corretos e você cobrará um preço justo pelos doces.

Além disso, você deve separar tudo aquilo que for gastos fixos – que você acaba tendo todos os meses – independente de ter vendido os doces naquele mês ou não. São exemplos de gastos fixos todo mês:

  • contas de água e luz;
  • gás;
  • produtos de limpeza;
  • aluguel.

Para realizar o cálculo das despesas de consumo, o cálculo deve ser feito com a diferença entre as despesas que você tinha antes de iniciar a confeitaria e as despesas depois que começou o seu negócio e a produção dos docinhos.  Depois, você precisa levantar custos em relação ao que geralmente varia na produção dos seus doces. São eles:

Matéria-prima dos doces

Considere todos os investimentos feitos em matéria prima para produção dos doces para vender. Liste todos os ingredientes que você geralmente usa em suas receitas, inclusive as embalagens – se você vende brigadeiros para festas, por exemplo, você deve considerar a embalagem que utiliza para entregar as encomendas.

Todo o levantamento de matéria-prima utilizada impacta bastante na hora de realizar os cálculos para vender os docinhos. Além disso, é muito importante realizar uma pesquisa local nos supermercados em que você compra os ingredientes para calcular o preço de venda.

Como precificar a mão de obra?

Algo comum e que pode prejudicar o seu faturamento final é não saber como precificar também a sua mão de obra. Para chegar em um valor justo, defina quanto você quer ganhar de “salário”, independentemente do lucro que irá obter no final do mês.

Agora, divida isso pelas horas trabalhadas durante todo o mês. Por exemplo:

  • a remuneração seja de R$2.400,00;
  • você trabalhou durante 210 horas;
  • o seu cálculo será: 2400/210 = 11,42

No final, este será o seu valor por hora. Então, supondo que os gastos com a receita foram de 30 reais, já com tudo incluso, o seu cálculo terá essa carinha:

  • (30 + 11,42) x 1,10 (esse é o percentual que você deve acrescentar dependendo da complexidade da receita)
  • o resultado será de 45,57. Este é o preço final da sua venda!

Para precificar a unidade dos seus docinhos, basta fazer um processo simples de dividir o valor total pela quantidade de docinhos produzidos naquela rodada. Simples, não é mesmo?

 Considerar o seu público-alvo é importante!

Levar o seu público-alvo em consideração na hora de pensar a margem de lucro é muito importante.Isso porque se você colocar um preço muito alto nos doces que pretende vender, o cliente que não tem muito poder aquisitivo não conseguirá comprar. Logo, você perderá a mão de obra, pois os docinhos ficarão parados.

Além disso, por muitas vezes compensa mais ganhar pela quantidade de unidades vendidas. Então, pesquise bem e defina qual é a sua clientela. Se os consumidores preferem por docinhos mais sofisticados e finos, você pode cobrar a mais por isso. 

Mas, se a grande maioria dos consumidores optarem pelos docinhos mais simples e sem muita elaboração, o valor deve corresponder a eles, sendo mais acessível. 

Independentemente dos casos, você terá oportunidade para faturar bem e ganhar uma grande lucratividade em cima dos docinhos que irá vender.

Comparar e pesquisar o preço da concorrência é crucial

Outro fator muito importante no momento de vender os seus doces é realizar uma pesquisa dos concorrentes e, ainda na tentativa de aumentar mais a sua lucratividade, saber o preço de cada um dos quitutes que o concorrente vende.

Brigadeiros, brownies, bolos de pote ou biscoitinhos, você vai precisar saber o preço médio na sua região para conseguir definir o seu. Dependendo do bairro e cidade que você for vender, é necessário considerar o poder aquisitivo das pessoas que o frequentam.

Lembrando-se sempre de não exagerar nos valores, pois você correrá o risco de não vendê-los, viu?

Apesar dos produtinhos e doces caseiros carregarem um maior valor agregado do que aqueles que são produzidos em escala maior, o preço não deve fugir demais da margem usada na concorrência. Faça uma boa análise dos perfis dos empreendedores da região, comparando-os. 

Desta forma, você vai garantir que o seu valor não será tão discrepante daqueles que vendem os mesmos docinhos que você.

Depois que você conseguir definir o valor do seu produto, realize testes. Compare-o com o valor dos concorrentes que vendem na mesma região que você, sempre analisando futuras oportunidades para aumentar a lucratividade. Se o valor estiver muito abaixo ou acima do valor dos vendedores locais, verifique a qualidade do seu produto e como você pode agregar ainda mais valor na experiência de quem for comprá-lo.

Ah, importante: lembre-se sempre de valorizar o seu trabalho e assim, as outras pessoas também irão!

Agora que você já leu as nossas dicas para ajudá-la a como calcular o preço de doce para vender, leia também o nosso artigo de como começar na confeitaria. Além disso, fique por dentro de mais artigos e dicas sobre esse mundo açucarado aqui no nosso blog!